segunda-feira, 23 de maio de 2011

AMOR PLATÔNICO - eu te amo calado!

Adotamos a definição de AMOR PLATÔNICO como um amor à distância, que não se aproxima, não toca, não envolve, repleto de fantasias e de idealizações.
ISSO EXISTE? ISSO É SAUDÁVEL?
Tudo que cala fala mais alto ao coração?Somos feitos de silêncio e som?

NÃO poderia ser mais perfeita a letra de musica de Lulu Santos Apenas Mais uma de Amor ao traduzir o que entendo como um amor platônico. Não se trata de um amor não correspondido, o amor platônico é um amor não revelado e despretensioso.

“Se amanhã não for nada disso, caberá só a mim esquecer. 
O que eu ganho, o que eu perco, ninguém precisa saber...”

Certamente amores platônicos são mais frequentes nas adolescências da vida, afinal o comecinho da idade adulta traz mesmo esse medo do insucesso e ocultar os sentimentos verdadeiros às vezes parece mais seguro. No entanto é importante saber superar esses medos e dar a cara à tapa, afinal ninguém pode viver se escondendo para sempre.

Mas existem o amores platônicos que se pode ter em qualquer fase da vida, e eu sou usuário dessa pratica. A vida amorosa real às vezes é tão linear e previsível, que para estimular meu emocional e meu lado mais lúdico e menos pratico, embarco nesses amores platônicos, e me divirto muito nessas viagens pseudo-solitárias.  

“Eu acho tão bonito isso, de ser abstrato...”

É uma brincadeira perigosa e com limites tênues, por isso a importância de reconhecer a linha do ‘normal’ e não trocar o real e possível por uma ilusão infantil e insana. Nada que traga sofrimento é bem vindo e se auto-sabotar não é legal.

Dependendo da situação não sei se vale mais a pena um pássaro na mão ou dois voando, afinal tudo é uma questão de ponto de vista...
SIM, já tive amores aos quais não fui correspondida (ao menos não enquanto eu era adolescente e os idolatrava, porque depois que eu ‘cresci’ o jogo inverteu).

O medo da rejeição, a timidez a baixa autoestima são fortes aliados para que as pessoas escondam seus sentimentos.

Gostar de alguém e imaginar que essa pessoa não vá sentir o mesmo, gera frustração. Não ter coragem de dizer ou expor o que está sentindo, é frustrante. Às vezes desperdiçamos oportunidades e acabamos por nunca saber se esse aquele amor era platônico ou mútuo.

E quando a nossa estima está no chão começamos a nos esconder, a ficarmos distantes. Sofremos porque achamos que a pessoa tão desejada jamais vai perceber a nossa existência e quiçá vai retribuir ao que sentimos. Amar é para ser algo bom, mas infelizmente, também, traz dor.

É deitar e levantar com o pensamento fixo em alguém que sequer sabe que existimos. Ouvir uma música e tentar adivinhar por onde será que aquela pessoa está. Sentir o cheiro do perfume dela tão forte que o pensamento traz a pessoa pra perto de nós. Frequentar os mesmos lugares, começar a gostar das mesmas coisas. Mudar a nossa vida em função desse alguém...

Infelizmente nos amores platônicos, a maioria das vezes todas aquelas expectativas morrem ao saber que aquela pessoa, antes tão perfeita, tem atitudes que você abomina. Acabou o encanto, morreu o amor.

Mas o que será pior: gostar e não ser retribuído ou não conseguir retribuir o amor de alguém?

Eu prefiro sofrer por gostar de alguém e deixar que o tempo se encarregue de me fazer esquecê-lo, do que alimentar falsas esperanças (apesar de algumas pessoas acharem que faço o contrário).

O meio termo é a melhor opção para amores platônicos. Não devemos nos entregar tanto, a um sentimento se percebermos que ele não vai render nada. Assim como também, não podemos desperdiçar as chances de sermos correspondidos.
 

15 comentários:

Mariléa... disse...

Que atire a primeira pedra quem nunca teve um Amor Platônico...
Eu posso dizer que tive um grande Amor, não seria bem o caso porque ele sabia que o amava, embora ele me esnobasse por isso algumas vezes.Mas já gostei muito de uma pessoa, acho que até amei, mas ela nunca soube disso, sei lá, acho que isso não faria diferença pra ela.
Hoje eu amo uma pessoa que me ama, e este Amor a gente fez crescer junto, quando nos conhecemos ele nem existia...foi questão de tempo..
Saiba mais em http://marileas.blogspot.com/


Bjos
Mari

david era uma vez... disse...

Na minha adolescencia eu tive uma horta de amores platônicos... plantava crescia aflorava lindamente e murchavam muito rapidamente... como todo adolescente!!
Demorou mil anos pra acontecer de novo... Quando aconteceu foi avassalador, achei que ja estava velho demais para isso!
Mas o melhor que eu descobri que meu amor platonico mevia da mesma forma! Isso foi e é muito bom!!
Estamos ai, juntos a 6 anos!
Mas não acho que isso seja muito comum!

Beijos crianças!

Dedè Oliverà disse...

Certamente quem ainda nao passou , vai passar por algo parecido...e pra falar a verdade sempre é bom aquele frio na barriga nao é mesmo...hehehehe...entao onegocio é aproveitar e ser feliz , pq a vida é curta e amores vem e vão !!

Francisco Beck disse...

Amor Platônico !!! Claro que já tive muitos amores platônicos. Aliás todos os meus amores foram platônicos. Não sei amar de outra maneira, amo apaixonadamente, gosto mais da paixão do que do próprio amor. Mas confesso que não sou fã desse tipo de amor. Tanto é que , quando acontece a paixão é tanta daí a necessidade de vivenciá-lo. Gosto do toque, do beijo, do calor, da pele, do olhar, do sorriso, do cheiro, do desejo. Como já disseram : " Qualquer maneira de amor vale a pena , qualquer maneira de amor vale amar " .

João Pedro disse...

Já vivi os dois lados da moeda e, respondendo à pergunta DELA, posso dizer com toda a certeza que o pior é não poder retribuir o amor de alguém. Na minha primeira relação, eu não era correspondido. Mas, apesar disso, eu era feliz, porque, como os Cavaleiros do Zodíaco falavam: "não existe força maior que o amor", e, por mais que eu não tivesse o retorno, o fato de eu estar amando, já me animava a seguir em frente.
Quando terminei esta relação, achei que seria mais fácil viver o contrário, e até desejei isso. Como tudo que pedimos o universo nos manda de volta, tive o que desejei. E posso dizer que não foram anos fáceis. Por mais que aquela pessoa faça por ti, o sentimento de indiferença é latente quando tu não tem o que dar de retorno. E acaba ficando aquela culpa no final. Sério, é horrível.

Mas o assunto do post não é esse, mas sobre amores platônicos. Nunca tive isso... talvez não reconheci como tal os que passaram ou não me deixei levar por esta ilusão. Mas acredito que, em partes, nasce de imaturidade ou de uma falsa interpretação mesmo. O fato de gostarmos de alguém que não teremos, por mais adjetivos que podemos dar a este sentimento, é AMOR. O resto não importa.

Anônimo disse...

eu ja tive um amor platonico,ér ja tive varios,mas so um deles eu tive coragem pra assumir e pedem acreditar,deu certo,estamos com um mês e 4 dias de namoro.ele é a pessoa que eu sempre sonhei, carinhos que só ele,e aoutras qualidades que toda garota quer em seu namorado.bjs

Isak de Castro disse...

no sentido mais vago é o amor que não se pode ter ou não se quer ter. o texto de vocês ficou muito bom.
eu tive vários amores P. e como foi sitado ele pode ser usado para dar uma badalada na vida dita "normal" com amores imperfeitos. acho que alguém disse que na vida nós temos vários amores... isso explica uma parte do... gostei do blog. o/

Anônimo disse...

Queria eu conseguir falar o que sinto...

Anônimo disse...

Tô passando por isso, e sinceramente? Não estou gostando da situação... às vezes eu acho que ela tá afim também, mas as vezes acho que não. É complicado porque meus amigos falam que eu estou viajando e tal, mas não sei, só quem sente mesmo consegue explicar. Espero que isso passe logo, acho que essa questão de a gente cultivar um amor platônico é pura imaturidade emocional, conforme amadurecemos acredito que essas coisas passem, embora exista muitas pessoas mais velhas que cultivam esse sentimento.

Saula disse...

Eu sempre fui apaixonada por um garoto, desde a infância,mas nunca disse a ele o que eu sentia.
No entanto a mais ou menos um mês descobri que ele ficou com minha prima.mas eu já estava gostando de um colega de turma. |com a decpeção acho q estou gostando cada dia mais do meu colega que é super gente boa,mt educado.
O pior é que não tenho coragem de me declarar. Acho q é essa coisa de amor platônico, as vezes crio expectativas. Não sei se serei correspondida.

Anônimo disse...

Salve Pomba Gira Maria Padilha rainha das sete Encruzilhadas peço que me ajude a esquecer (W), não quero mais sofrer. A partir de agora somente (W) vai sentir minha falta. Quando eu acordar quero estar tranqüila sem dor no meu coração, eu imploro que tire todo este sofrimento do meu coração e faça-me esquecer (W) que a partir de hoje eu não o ame e não sofra mais. Por favor, minha poderosa rainha não me deixe mais sofrer por amor. Que (W). Sinta minha falta, mas que eu não sofra por ele, que (W) lembre-se dos nossos momentos bons. Que ele sinta saudades de mim (F). Que ele me procure para retomarmos nossa antiga e querida amizade, que ele perceba que eu (F) tinha por ele verdadeira estima e consideração. Que ele sinta minha falta, mas eu não sinta a dele. Que ele se lembre constantemente de como ele me fez sofrer fazendo elogios a quem só o prendeu por capricho. Faça que eu (F) não sofra mais por amor. Minha poderosa rainha das sete encruzilhadas tire todo esse sofrimento, e essa angustia que estou sentindo e leve pra ele. Que ele sofra tudo que me fez sofrer e se lembre de mim com imenso carinho. E seja gentil. Que (W) venha atrás de mim, mas que eu (F) não sinta mais nada por ele. Por favor, minha rainha que (W) sinta dor no coração e remorso por ter me desprezado. E sinta minha falta e abandono como eu senti por ele. Ele seque o meu coração, pois não quero mais sofrer. Assim que eu publicar essa oração não vou mais sentir amor por (W). Só ele vai sentir encanto e ternura por mim e precisar de mim. Oh minha rainha Maria Padilha, por favor, eu suplico não permita que eu sofra por amor. Peço que atenda o meu pedido urgente. Serei grata. Que assim seja assim será, assim está feito a partir de agora não vou mais sofrer por (W), ele irá Sentir minha falta (F). (W) vai me ligar querendo reatar nosso convívio dizendo que precisa de minha amizade segura e sincera. Leve pra ele toda essa dor que eu sinto. Amém

Anônimo disse...

eu tenho um amor platonico já há 8 anos. ficamos juntos apenas uma vez quando o conheci, depois disse ele nunca mais quis me ver. no entanto ,ele sempre alimentou esse amor me deixando confusa, até. eu me dar conta de que ele estava me fazendo de boba.E daí parei de dar "trela" pra ele. entretanto, eu o amo até hj, mas me afaste e sei q a gente nunca vai ser um do outro. resumi e muito essá história

Anônimo disse...

Quem não teve certamente vai ter e como é doloroso gostar sem poder fazer aquele sentimento se desenvolver, o amor fica ali estacionado, cheio de sonhos e ilusões que só se vive junto.
Complicado...

Anônimo disse...

Estou vivendo um amor platônico no momento, sei como é esse sentimento de querer ter aquilo mais perto da gente e não poder.
No meu caso ele nem sabe quem eu sou, nunca veio falar comigo e sinceramente acho que nunca vai vir falar, mas sei que esse sentimento de sentir ciúmes daquilo que nem é nosso vai passar algum dia.
Aprendi que tudo passa, então logo tudo isso vai passar também... mas caso eu conseguir um dia ficar com esse garoto prometo que vou vir aqui contar.
Espero que eu saia desse amor platônico e consiga um relacionamento com essa pessoa, mas se não conseguir, vou procurar ser feliz, mesmo que sozinha, pois minha felicidade não depende de ninguém além de mim mesma ��

Rayssa Asheley disse...

Verdade, eu concordo ��, hoje em dia eu sofro por causa disso, perdi o grande amor �� da minha vida, por causa da timidez excessiva

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...