segunda-feira, 25 de abril de 2011

QUER CASAR COMIGO?

NÃO se fala em outra coisa! A imprensa rosa ta deitando e rolando no casamento real entre o príncipe William e Kate Middleton. E pra variar exageraram na mão!

Não que eu seja contra a cobertura do evento, afinal um pouco de frivolidade ajuda a arrefecer as agruras do dia a dia, mas também um pouco de bom senso e limite ia cair bem aos noticiários!!

Empurrados (arrastados, impelidos, jogados) pela mídia estamos aqui falando de CASAMENTO, mas sem coroas, sem títulos nobres, nem príncipes ou castelos.

Sabemos, segundo dados do IBGE que os casamentos continuam a aumentar no Brasil. Isso significa o que mesmo?

No meu momento de vida, CASAMENTO é uma palavra na coluna “NO WAY

Mas calma lá, não sou contra a ‘instituição familiar’! Pelo contrário!! Apoio infinitamente o casamento bem instituído como a melhor base para a construção da família e consequentemente de uma sociedade! – fui um pouco contraditório nessas afirmações, afinal eu apoio mas não faço?! – Já dizia Mário Quintana, quem faz sentido é soldado!

Não sei pelo resto do país, mas pelo menos as ‘gurias’ daqui do sul ainda são loucas por casamento! Umas mais, outras disfarçando melhor, mas todas contando os dias para subirem ao altar, ou assinarem o documento que faz a união parecer mais ‘crível’.

A verdade é que o mundo está tão maluco, tão baratinado que não consigo ver para onde as coisas caminham. Atitudes parecem apontar numa direção, números em pesquisas provam que a direção é outra. Tendências mostram um caminho, costumes puxam para outro norte!

Não é de se espantar que exista tanta divergência, ninguém sabe muito bem o que quer ou como quer. Casar, ter filhos, se formar, se estabilizar, encontrar a pessoa certa... são muitas variáveis que devem ser levadas em conta... fica puxado!

Tenho para mim que casamento para dar satisfação a sociedade é lixo! Casamento de verdade é aquele que celebra um grande encontro de 2 vidas!

Agora se você é solteiro, casado, viúvo ou divorciado, comenta logo, vai!

SIM, pretendo me casar com direito a todas as honras que uma mulher apaixonada merece.

Pode ser numa belíssima e requintada igreja, pode ser num decoradíssimo salão, pode ser numa arejada e alta montanha e até numa praia paradisíaca. O que conta é que o padre, o noivo e os convidados estejam presentes! rsrs

Para algumas mulheres o casamento simboliza não somente a união com o homem amado, mas todo o romantismo da cena. Marcha nupcial, véu, grinalda, vestido com a calda bem longa (para as encalhadas encherem de papeizinhos, rsrs), smoking, flores, lágrimas de emoção (ou de tristeza pelo ‘enforcamento’ hahaha), parentes e amigos compartilhando a celebração do amor...tudo como manda o figurino.

Em uma outra escala estão aquelas mulheres que gostam é da pompa, mesmo. Querem um casamento luxuoso para mostrar ao mundo que estão casando. Querem casar com o status e não com o amor oferecido pelo futuro marido.

Obviamente que estou enquadrada no rol das mulheres que só irão dizer o sim diante do padre se realmente estiver apaixonada e com a pessoa amada.

Ainda acredito que o casamento esteja no rol dos sonhos de toda mulher. Mesmo que muitas digam que ‘casada é quem bem vive’ no fundo elas idealizam entrar na igreja e ter uma lua de mel romântica (mesmo que seja nos fundos da casa dos sogros, rsrs). O ritual do enxoval é a prova de que toda mulher leva muito a sério o casamento. Perdemos horas e esquecemos do mundo quando estamos escolhendo a louça nova, as roupas de cama, os talheres, os móveis...Deixamos a pior parte para o noivo: escolher a casa dos pombinhos.

Confesso que nos dias de hoje está bem complicado conseguir bancar um casamento, por mais simples que seja. Nada é como antigamente onde a família da noiva oferecia o jantar de noivado e a família do noivo pagavam o famoso dote. Agora ambos estão batalhando para a aquisição da casa, compra dos móveis, festa do casamento e a lua de mel está sendo uma curta viagem para algum lugar próximo e que possa ser pago em suaves prestações.

Mesmo com dificuldades para uns e ostentação para outros o matrimônio se mantém como símbolo da união entre pessoas que se amam e querem perante a Deus selar esse sentimento.

Uma prova de amor é o meu casamento com Ele Não!
Ideias que se casam e formam o blog.
E mesmo que a morte nos separe, as palavras nos manterá vivos.
 

"O ideal no casamento é que a mulher seja cega e o homem surdo."
Sócrates

12 comentários:

david era uma vez... disse...

O que dizer? sou adepto a um casamento, alias a 2, afinal ja estou em um segundo casamento! Claro que meu primeiro casamento foi todo com pompa e circunstância como toda as mocinhas sonham. Agora meu segundo casamento é o Xis do problema... eu me sinto casado, mas ainda não é permitido o casamento entre pessoas do mesmo sexo... como faz? eu me sinto muito mais casado agora do que antes... tenho muito mais sintonia com meu companheiro agora do que tinha antes, sou mais feliz agora do que antes... mas não pode casar oficialmente! Estranho isso... o que importa para o mundo é o que "se aparenta" e ninguem pensa que seria mais importante é o que "se sente". Então vivo "casado" do meu jeito e muito bem CASADO e quem há de negar?

Ana Carolina case mesmo! faça seu sonho... todo mundo tem que ter isso!

João tudo tem seu tempo, não é?

Beijos meninos!

Amélia disse...

Podemos evoluir, retroceder, fazer revoluções ou passar por períodos de submissão, mas o que queremos sempre, o que buscamos sempre é ESSA TAL DE FELICIDADE e a única certeza que tenho é de ela não existe sozinha.
Podemos sim, ser felizes nos realizando profissionalmente, financeiramente, quando temos status, quando somos independentes, mas de algum modo, de alguma forma precisamos dividir, compartilhar, espalhar a nossa felicidade, dividir nosso sucesso, aproveitar nossas conquistas.
Mas cá entre nós, o segredo porque tantas pessoas ainda querem o casamento é que não existe nada melhor do que dormir de "conchinha".
Bjos à todos e espero que todo mundo consiga seu cobertor de orelha!!!

Alice disse...

Bem,eu sou suspeita de falar em casamento. Sonho todos os dias com este momento na minha vida. E não abro mão de me vestir de noiva e ser acompanhada pelo meu pai até o altar. Só de falar dá vontade de chorar, de tanta emoção. A cerimonia pode ser simples, e uma festa pequena, o que não pode, é deixar este momento tão lindo passar em branco. E pra finalizar... VIVA O CASAMENTO!!!! :)
Alice

Menina Prendada disse...

Sou adepta ao casamento, sim. Afinal, faz 19 anos de divido minha vida com a mesma pessoa. Posso dizer, por experiência própria, que não é nada fácil, é necessários fazer concessões, ser flexível para conviver bem.
Agora, quanto à mídia que envolve o casamento da realeza, disso não podemos escapar. Vejam todo o 'mito' que envolve o casamento de um príncipe com uma simples mortal - plebéia.Acho que é legal porque mexe com o imaginário das pessoas, e, claro, principalmente do público feminino. Então, vamos curtir!!!!!
Um abraço Ana Bellio
ana-meninaprendada.blogspot.com

Pequena disse...

O que dizer... logo eu, não exatamente solteira convicta, mas sim, é bom "dormir de conchinha" assim como é bom acordar e saber que se quiser pode dormir até mais tarde, luz apagada, luz acesa, som ligado ou não, enfim... Vantagens e desvantagens. Sinceridade? Agora é tarde, prefiro nem pensar. Que viva o amor, o sonho, o véu, o vestido os noivos a festa!!! Um brinde!

Anônimo disse...

Já vi tantos casamentos pomposos se desmancharem em pouco tempo, e outros que começaram tão simples de forma modestíssima durarem até hoje dos vários casamentos que eu já vi, e olhe que eu tenho 39 anos.
Eu acho, que as pessoas deveriam viver juntas para se conhecerem melhor, e depois se casar,no caso sexo oposto, quanto a mim quero encontrar um cara legal e está difícil.
Ricardo/Brasília-DF.

Anônimo disse...

ANA CASE COMIGO, POIS TU É MUITO BONITA, FAÇO O CASAMENTO QUE TU QUISER, O IMPORTANTE É QUE VOU TE FAZER FELIZ.OBS:SE TU NAO FOR CASADA.

ADMIRADOR SECRETO.

Clenio disse...

Pra falar a verdade essa cobertura do "casamento real" já me encheu o saco... acho ridículo que tantos livros saiam sobre o assunto (o que tanto essa pirralha fez pra merecer biografias????) e não consigo entender o interesse de gente que não tem rigorosamente NADA a ver com a Inglaterra nessa pompa... convenhamos, cafona.

Acho casamento em si (a cerimônia) uma das coisas mais bregas e piegas da face da Terra. Mas acredito que duas pessoas que se amam devem juntar os trapinhos seja de que jeito for (com festa, sem festa, com notinha na coluna social ou até mesmo escondidos em um cantinho particular). O que vale são as duas pessoas... o resto do mundo que se dane.

Agora imagino como será a vida dessa tal de Kate.... dinheiro e sofisticação ela terá... Mas e paz? Ela colocou na lista de presentes??

Bjos
Clênio
www.lennysmind.blogspot.com
www.clenio-umfilmepordia.blogspot.com

Euzer Lopes disse...

Não vou negar que adoro a vida de solteiro. Prezo a vida livre, o direito de ir pra lá e pra cá sem dar satisfação a ninguém.
Sinto falta de ter um romance? Claro, mas neste momento, cada um em sua casa.
Como o David disse lá em cima, impossível oficializar uma união entre pessoas do mesmo sexo (ainda), mas também não me vejo juntando as escovas de dentes, discutindo orçamento doméstico ou acordando juntos para levar o cachorro para passear.
Agora, cada um em sua casa, sim, eu estou preparado para isso.
Em tempo: toda vez que vejo alguém falando em casamento, fala-se somente da cerimônia, do vestido da noiva, da roupa das madrinhas, quem vai pegar o buquê, a festa. E o depois?
E a vida a dois?
E acordar no meio da noite com ele roncando ou ela babando?
Cabelos desarrumados?
Cara amassada?
Mau hálito?
E a briga porque ele ou ela atrasou no trânsito na volta pra casa chegando 20 minutos atrasado para o compromisso que marcaram há mais de um mês?
Casamento só é final feliz no último capítulo de novela. E sempre a novela acaba na cerimônia ou na festa.
Acho que tem muita gente que esquece que casamento é o INÍCIO de uma vida a dois, não o FIM da vida de solteiro.

Anônimo disse...

O encantamento que o ritual de casamento provoca na noiva é grande parte apenas uma ritual de aceitação. Tudo a sua volta implica em uma aliança, mas instrinsicamente, ela, diante de todos que reconhece por família, está no grau maior que alguém pode estar: ser aceita na vida de outra pessoa. Muito do encanto, acredito, é dado pela sensação de preenchimento do vazio que é não sentir-se pleno na sua propria vida. Enfim, é uma ilusão bem construída.

Anônimo disse...

Casar ou comprar uma bicicleta?
Cresci ouvindo isso e tentando entender o que uma coisa tem a ver com a outra.
Mas fiquei no vácuo e totalmente sem resposta.

Acredito no amor e na união de pessoas que, por acaso, entram na vida uma da outra, mas nunca é por acaso que elas permanecem.

Beijos.

Carol X. disse...

Casamento só é válido qdo as duas pessoas querem e sonham com esse momento! PALHAÇADA é essa gente que sai em capa de revista e meses depois (ou na lua de mel mesmo) se separam!
Eu sonho com meu casamento, com todo o ritual, com cada detalhe e isso me faz ter "borboletas no estômago"! ehehehe
Viva o casamento, mas ACIMA DE TUDO: VIVA O AMOR!!!!!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...