segunda-feira, 19 de novembro de 2012

AMOR.COM - dá para fazer download do amor verdadeiro?

 


NÃO esqueço a 1ª vez que entrei num chat, foi no começo dos anos 90 e acho que no rádio Beto Barbosa cantava alguma lambada (hehehehe)! Era a internet, praticamente inédita, dando o ar da graça! 

Falar com pessoas de outros estados, quem sabe até de outros países, era um acontecimento memorável! O virtual começou a fazer parte da minha vida e da de milhares de pessoas. De homo sapiens a homo onlinius em poucos Mbps! 

Diziam que esses contatos virtuais acabariam afastando as pessoas umas das outras, e isso aconteceu, só que ao contrário! O mundo virou uma aldeia! 

Nesse contexto nasceram os relacionamentos VIRTUAIS, e também seus derivados mais mundanos! A ‘cassação’ começou a fluir forte no infomar! Hoje, com o advento dos smatphones e aplicativos especialmente desenvolvidos para essa volúpia desenfreada, a solidão se tornou opcional, pelo menos aos informatizados! 

 Eu não acredito muito nessas web-aventuras! Pra mim a química da pele deve ser testada in loco! De que adianta serem completamente compatíveis espiritualmente se na hora do toque não da choque? De que adianta desenharem um futuro lindo juntos, se na hora do beijo não sai faíscas? – AGORA, se der para juntar tudo isso num mesmo pacote... aí é GOL!!

 Tenho uma grande amiga que conheceu seu amantíssimo esposo pela internet (estão juntos e felizaços desde o milênio passado, literalmente). Conhecemos casos de cyberloves de sucesso, não são tão raros. Acredito que muitos conheçam também casos trágicos e cômicos, e esses são bem menos raros ainda! 

Moral da história? A mesma conclusão de sempre: não há regras, não há formulas, não há receitas! Cada caso, cada tentativa, cada aposta, cada momento é singular, é único! Se formos pela letra fria das estatísticas, poderemos ter um bom prognóstico do resultado final, mas e se essa história estiver no desvio padrão? Vale a pena não tentar? 

SIM, sou adepta das amizades virtuais e acho saudável... até certo ponto, afinal tem seus riscos, como tudo, mas é uma maneira mais ágil de conhecer várias pessoas em ‘tempo recorde’. 

Um bom percentual das minhas amizades concebidas pela web tornaram-se reais, e isso aconteceu com meu relacionamento também, meu atual namorado veio por meio de uma rede social! 

Nos adicionamos, trocamos endereços eletrônicos e dentro desse mundo ‘.com’ tornamos as conversas e os ‘bjs’ reais (risos). 

A conversa pela internet facilita a aproximação das pessoas. Quem é tímido aposta nesse meio para conseguir se expressar e vender os seus pensamentos. O que ‘cara a cara’ jamais seria dito, por trás do computador torna qualquer Nerd um perfeito Don Juan. 

Também tem aquele cara que quer sacanear e usa a internet pra aprontar, Mas isso é história para um outro post. 

Antes de me viciar nesse cyber mundo eu não fazia amizades com a mesma facilidade que faço agora. Sou muito mais comunicativa escrevendo do que tendo que conversar pessoalmente. Me intimido com muita facilidade, mas depois que me ambiento...sai de baixo. 

Também não posso deixar de ressaltar os contras de tudo isso, já que também vemos pessoas que se ultrajam e fazem da internet um meio de contato para crimes. Quem nunca ouviu falar sobre ‘fulaninha’ que conheceu um cara bonito, trabalhador, amoroso... marcaram encontro e nunca mais a ‘fulaninha’ apareceu para contar o final da história?! 

A violência, que antes assustava no mundo real, está crescendo rápido também no lado virtual, mas tendo cuidado, sabendo o que está acessando e tentando conhecer ao máximo quem está do outro lado do monitor tudo é válido!!

Um comentário:

Mariléa... disse...

Eu tive â experiência de conhecer uma pessoa linda pela internet, teclamos por alguns meses, eu me encantei, até que resolvemos nos conhecer, namoramos por alguns mêses, mas depois descobri que ele não era bem aquilo que eu queria. Como já não estava tão apaixonada mesmo, resolvi cair fora.
Confesso que adoro essa coisa toda de internet e redes sociais, sou um tanto viciada, mas nada como uma conversa olho no olho, a coisa da pele, enfim, melhor ainda se for pessoas de seu grupo de amigos ou QI, ainda mais porque hoje em dia conhecer pessoas pela internet não acho muito seguro, sei lá..
Bjos Carol e Joao, adorei a matéria, vocês sabem de quem eu estou falando né...bjs

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...