quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

O BOM CLICHÊ – MAS O RIO CONTINUA LINDO!

 
 
SIM, estou de férias e ELE NÃO (que judiaria rsrs)

Como estas minhas férias foram mais prolongadas, estou, novamente, no Rio de Janeiro e novamente encantada com tudo, não diferente da primeira vez que estive por aqui. 

Pessoas tipicamente brasileiras, hospitaleiras, com seu sotaque encantador e cheias de criatividade. Por onde passo vejo, e revejo, lugares paradisíacos, famosos despreocupados com o assédio dos fãs, praias lotadas, mistura de culturas e de gostos. 

Este ano estou podendo ter uma nova visão do Rio, pois estou fazendo um tour de carro. Isso facilita para que eu possa cruzar por vários locais e conhecê-los mais a fundo. 

A chuva que apareceu só deixou a cidade molhada porque as pessoas seguem frequentando as praias, shoppings...nada muda. Faça chuva ou faça sol o Rio está sempre agitado. 

 Gosto dos funks, da moda praia urbana, da simplicidade das pessoas que moram aqui. As favelas estão no centro das atenções de todos turistas que querem olhar bem de perto o complexo de favelas. Admiram e respeitam. 

Isso, sim, é Brasil. O Rio é a cara lavada do povo brasileiro. Nada, por aqui, está mascarado. A violência existe, o lixo nas ruas, também, mas a alegria dos moradores e as praias compensam. Recomendo Rio de Janeiro, no mínimo, uns 10 dias ao ano. 

NÃO, desta vez ELA SIM está de férias e eu NÃO! E mais uma vez o RIO DE JANEIRO volta a circundar nossos escassos posts! Natural, afinal já elegemos a CIDADE MARAVILHOSA como um possível segundo lar (pode-se ver aqui e aqui). 

Eu estive novamente no RIO no fim do ano passado, e como é previsível, achei graça em tudo! E não adianta eu querer me esmerar em contar o que se passa por lá, afinal essa cidade já foi cantada em verso e proza por renomados poetas e compositores. Eu vou ser bobo de tentar chover no molhado? Claro que não! Todo mundo já sabe que o Rio é a capital do melhor e do pior do Brasil! 

Além do circuito básico e inevitável de praias e afins, estive visitando o Complexo do Alemão. Experimentei o extenso teleférico que corta letárgico, as diversas favelas da região. 

Cheguei a UPP (Unidade de Policia Pacificadora), e conversando com os locais vi uma esperança pungente por dias melhores, ainda que alguns digam que as UPPs são instrumentos meramente políticos, mas quanto a isso não posso discorrer, por ser um simples turista alienado. 

Descansar, trocar universos, conhecer diferenças! Férias são boas por isso. Essas idas e vindas por este Brasil só me fazem crescer... 

Amo minhas raízes, minha terra, meu chão. Não troco meu chimarrão por nenhuma água de coco. Mas que disse que é preciso trocar? Da pra fazer de tudo um pouco e ser muito mais feliz assim!

Um comentário:

Homossexual e Pai disse...

pelo jeito vcs pararam de SIM e NÃO o blog de vcs! que pena, só hoje descobri!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...