sexta-feira, 16 de julho de 2010

TATOO - VAIDADE OU VÍCIO?

ELE NÃO:

NÃO tenho nenhuma tatuagem!

Embora seja improvável, não vou dizer que desta água não beberei. 

Essa semana a Carol (Ela Sim!) apareceu com duas novas tatuagens! Não foi difícil concordarmos que era hora de trazer o assunto à baila.

Eu poderia discorrer sobre o assunto em dezenas de linhas, mas tentarei ser sintético para deixar ELA, que tem mais propriedade no assunto se estender. 

Acompanhei como espectador todas as fases históricas das tatoos. Desde a fase marginal (coisa de presidiários), até os dias de hoje, onde vejo que as mulheres estão mais entusiasmadas e são menos discriminadas por terem tatuagens.

Eu procuro, e exercito isso, não julgar. Cada um é dono de seu corpo e como diria Cazuza  Caetano: “cada um sabe a dor e a delicia de ser o que é”. Essa autonomia inclui desde os pircings até coisas mais bizarras que sei que existem, mesmo sem entender. EU RESPEITO. 

Além do mais, acho que uma tatuagem bem feita e estrategicamente posicionada é muito, muito SEXY.
Respondendo o tópico: Tatuagem é sem dúvida vaidade, que para alguns vira vicio.

 ELA SIM:

SIM eu tenho e adoro tatuagens. 

Podem ser pequenas, imensas, discretas, multicoloridas, tribais, pra toda a vida e até provisórias. Cada marca expressa na pele um momento, um sentimento, um desejo, a saudade de quem se foi, a alegria de quem chegou!

Dentre opiniões de ambos os sexos, descobri que a maioria das pessoas consideram a tatuagem uma vaidade. - Concordo, por que não?

Quem se tatua quer expor não somente o corpo, mas o desenho ali inserido dolorosamente (porque amigos...dói, muito).

Eu fiz minha primeira tatuagem há mais de 10 anos (uma pegada de cachorro) e depois da primeira (como dizem: “...a primeira vez a gente nunca esquece e pega gosto pela coisa.”) veio a segunda emendada na terceira e quando dei por mim, me vi com seis marcas distribuídas pelo corpo. Comecei por vaidade e logo tudo se tornou um vício.

O teste da resistência sobre a dor, as partes do corpo a sofrerem essa marca e a vontade de demonstrar o gosto pela tatuagem. Tudo foi se misturando...Cheguei ao ponto de fazer duas tatuagens em um dia (e quanto mais se faz, mais se quer).

Se pudesse voltar no tempo apagaria todas as que tenho, e faria uma única e imensa que percorresse toda as costas (um dragão verde com vermelho e barriga amarelo, cuspindo um imenso fogaréu).

Mas será que eu me contentaria com apenas uma? Creio que não.

Sou viciada em tatuagens. Pesquiso sites, busco fotos e aprecio quem se tatua.

Ainda hoje, ouvindo o Pretinho Básico (programa da rádio Atlântida) me deparei com o tema: tatuagem. Eles relataram que pesquisas comprovam que exatos 50% dos homens não acham atraente mulher tatuada e a outra meta discorda.

Hoje em dia são poucas as pessoas que ainda ostentam uma pele ‘pura e virgem’. Tatuagem não é mais sinônimo de moda, já virou coisa comum.

Futuramente ELES vão chegar NELAS e mostrar um braço ‘limpo’ e eles serão ‘os caras’! Farão sucesso, re-inventarão moda.

Faço apologia, incentivo quem quer! Mas saliento a dor, os cuidados e acima de tudo: é pra sempre (se não pedir ajuda pro laser).

Acho terrivelmente desagradável ver uma pessoa mais velha (bem mais velha) com aquela pele enrugada onde o que antes cultivava uma linda borboleta mais parece um triste casulo em queda.

Mas enquanto eu tiver vida dentro de mim e resistir, farei mais tatuagens.

E afirmo, com certeza, tatuagem começa por vaidade e segue como vício.


* ao escrevermos esse post poderíamos ilustrá-lo com qualquer tatuagem, mas ao contrario disso, preferimos envolver nossos colegas de trabalho nessa ‘festa’. Todas as imagens usadas são de pessoas que trabalham conosco. Obrigado aos amigos que toparam participar desse post!! (Kelly, Carlos, Vanessa, David, Carol, Marlon, Cristina, Marina e Rosi).

22 comentários:

Diego disse...

Apesar da tattoo de "cadeeiro" do Carlos, ficou tudo jóia. hehe...

Pequena disse...

Amei!! Minha tatuagem foi puro capricho, vaidade. Confesso que me esforço em não pensar em fazer outras... nada de vícios!!

Dani Brito disse...

Tatoo dá mais personalidade à pessoa, só que eu acho muito feio gente cobeeeeerta de tatuagem, não gosto. Se fosse pra eu fazer, faria uma só no ombro direito. Mas não faço porque 1 - A dor, 2 - Quando eu tiver a pele enrugada já viu né? 3 - Eu sei que vou enjoar de qualquer desenho que eu fizer...rs.
Beijoss

Italo Stauffenberg disse...

Cara, muito massa a dinãmica desse blog. Muito legal mesmo. Seguindo já.

Abraço.

http://manuscritoperdido.blogspot.com

Tiburciana disse...

Vaidade sim e vicio idem
Eu tenho algumas e cada uma tem um por que um momento e uma pessoa (mas não nome nem foto) apenas o desenho de algo que me lembra.
OBS adorei a tatoo de golfinho das fotos

Clenio disse...

Havia um tempo em que era "diferente" ter tatuagem. Hoje o diferente é quem não tem. Eu não tenho porque acho que não combina comigo, mas concordo que uma tatuagem bem escolhida e numa localização estratégica é MUITO sexy...

E, mano... a citação que vc fez... é do Caetano... Corrige aí.

Bjos
Clênio
www.lennysmind.blogspot.com
www.clenio-umfilmepordia.blogspot.com

Dani disse...

Olás!!
Tatuagens na dose certa são show de bola! Bem feitas, bem posicionadas e de bom gosto têm tudo pra dar um up no visual!
bjosss Carol!

Italo Stauffenberg disse...

Putz, valeu por seguir, Carol ou Fco.

E por falar no texto, queria muito ter uma tatto mas falta a coragem. Sei lá, posso me arrepender depois.

Abraço.

http://manuscritoperdido.blogspot.com

Anônimo disse...

e ai Ana descobri teu blog, muito legal, mas acho que não foi a 11 anos tua primeira tatoo.Só se eu não me lembro.

ABRAÇOS.
DIOGO.

"Carol docE" disse...

Opa! Altas revelações no blog rsrsrsrs
11 ou 10 anos, o tempo não é o foco do assunto, mas ainda bem que tu gostou do blog.

Esperamos tuas viditas mais vezes :)

Beijinho.

Madame Mim disse...

É... estou com a Ana. Começa como vaidade e vira um vício.

(Gostei dos 50% dos homens que gostam de tatoos. Pensava que fossem menos! Tamos no páreo! rs)

E olha, comecei a ver tatuagens em pessoas idosas achando feio, mas fiz um esforço pra me acostumar, afinal, o que causa estranhamento a tanta gente (e penso que era o que me causava), nestes casos, talvez seja o velho estereótipo da vovó "Benta", de pele limpa, que não usa internet, cozinha como ninguém e passa os domingos a paparicar os netos. Mas as avós de hoje são outras, e quando estivermos idosos, quantas pessoas desenhadas!

Vou me divertir se pegar o tempo da "inovação" da pele virgem.

Abraços!

(Adorei o blog)

Anônimo disse...

Ainda estou tomando coragem para a minha primeira tatuagem, mas acredito que este ano ela virá. Tomara que a blogueira possa me ajudar com dicas e sugestões!

Anônimo disse...

Márcio disse...

Ainda estou tomando coragem para a minha primeira tatuagem, mas acredito que este ano ela virá. Tomara que a blogueira possa me ajudar com dicas e sugestões!

"Carol docE" disse...

Com certeza eu vou ajudar não somente com as sugestões, mas quero estar presente nesse momento (nem que seja pra dar coragem ou uns tapas rsrsrs).

Beijoooo

tcaquines disse...

Parabéns pelo blog, muito criativo!

Cassiano disse...

Parabéns pelo blog, está de muito bom gosto e muito bem escrito!!!
Eu tenho algumas tatuagens, e espero fazer mais algumas, mas não sou do tipo de pessoa que escolhe o desenho durante um longo tempo, eu escolho na hora, se gostar eu faço, sempre pensando em desenhos relativos a minha personalidade, pois as tatuagens nada mais são do que a personalidade das pessoas em forma de desenhos.
Continuem assim, com assuntos variados e interessantes.
Beijos (para a Carol) e abraços (para o João)!!!

Maurício disse...

Adoro tatuagem; principalmente as femininas.
: )
Bjs
Maurício

Amélia disse...

Não podia deixar de comentar.Primeiro porque amei o blog, como não poderia ser diferente? ELE e ELA são algumas das pessoas mais especiais que conheço. Segundo porque fiz minha primeira tatuagem com ELA (dia incrível aquele, rsrsr), então fui contaminada, talvez não pelo vicio, que concordo existe, mas pela empolgaçãom e alegria contagiantes, que somente quem convive com ELA sabe definir.
Estou escolhendo as próximas (duas) porque dizem, também, que só devemos ter tatuagens em números ímpares.
Bjos, bjos, bjos! AMOOOOOOOOOOO!!!

Poetas del Mundo disse...

Ana hermoso blog, me encantó te sigo.
besitos para ti amiga.
FELIZ DÍA DEL AMIGO, QUE DIOS TE BENDIGA.

Anônimo disse...

TA CERTO O TEMPO NÃO TEM NADA A VER.VIAJEI.COM CERTEZA ENTRAREI MAIS VEZES.

DIOGO.

Camilinha, disse...

Bem, eu não tenho nehuma tatoo, e não teria coragem, confesso. Acho muito bonito, e pra falar a verdade já "catei" um monte de fotos de tatoos maraas na net. Mas só de pensa naquela agulha, MEDO!

Gostei do blog de vocês !
Obrigada pela visita (:

beijos e sucesso!

Léia.. disse...

Acho que algumas pessoas fazem por vaidade e outras por vicio mesmo...
Eu não vejo a hora de fazer a minha BORBOLETA...
Heheheheh...
Bj

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...