segunda-feira, 20 de setembro de 2010

DE MODELO A TODA TERRA!


 ELA SIM:

SIM, “eu sou do Sul. É só olhar pra ver que eu sou do Sul...”

Já cantavam Os Serranos (grupo musical tradicionalista).

20 de Setembro é considerado dia do gaúcho. Isso pelo fato de que neste dia em 1835 foi o início da Revolução Farroupilha que teve a duração de 10 anos.

Mas ser gaúcho não é apenas lutar/guerrear.

Ser gaúcho é, também, cultivar um belo por do sol às margens do Guaíba; andar com a garrafa térmica debaixo do braço e na mão forte carregar a cuia que ostenta o nosso viscoso chimarrão; é deleitar-se com um belo churrasco aos domingos; é ter sotaque forte, afinal de contas, tchê, somos um povo tri legal.

Os demais estados que me desculpem, mas tá pra nascer um povo mais guerreiro, batalhador e persistente que o gaúcho.

Gosto de ser gaúcha pelo fato de que esta é uma boa terra pra se viver.

Os amigos que faço pelo Brasil a fora reconhecem a nossa qualidade, o carisma e a vivacidade que carregamos.

Não existe tempo ruim, pros gaúchos, toda hora é hora de reunir os amigos em volta da churrasqueira e jogar conversa fora, contar um causo, apreciar uma boa musica tradicionalista, invadir os acampamentos dos amigos... o frio de renguear cusco é um bom motivo pra um fogão à lenha aquecer os corações e a chaleira pra água do chimas.

Obviamente que não somos a oitava maravilha do mundo, temos problemas, violência, rivalidade futebolística, preconceitos tolos... igual a qualquer outro lugar.

Mas fazemos a diferença pela união, pela luta, pela vontade de querer/ser um povo melhor.

E que "sirvam nossas façanhas de modelo a toda terra".

ELE NÃO:

NÃO pudemos evitar. Passar pelo 20 de setembro sem prestar sequer uma linha de homenagem ao nosso pampa, é mesmo impossível.

Afinal de contas, não é qualquer povo que comemora uma revolução que durou uma década e ainda por cima, de fato, nem a ganhamos! Mas todos sabemos que isso é apenas um detalhe, já que coisas muito mais importantes ficaram de frutos.

Intencionava fazer um breve resumo da Guerra dos Farrapos, mas o tema é tão vasto e cheio de detalhes que acabou se tornado muito arriscada essa síntese, para não assassinar a história brasileira, declinei.

O que posso encher a boca para falar, é do orgulho de ser gaúcho.

Não sou, nem quero parecer bairrista nem ufano, mesmo que na dose correta isso seja extremamente necessário. A verdade é que meu povo, os gaúchos, tem mesmo raízes, tradições, historia, e isso é transmitido de uma forma tão forte que nos tornamos mesmo um povo diferenciado.

Esse orgulho não tem como descrever, é algo que esta impresso em minha alma, forjado em meu caráter. Com tudo isso não quero dizer que somos melhores e tampouco piores que qualquer outro estado, a bandeira que levanto é outra.

Hoje se encerra a semana farroupilha. Os festejos são muitos, desfiles por todo o estado, o respeito a chama crioula ecoa por todo pago. Acreditem, há um universo paralelo contagiante!

Para quem é mais ligado na web, cabe ainda dizer que a Revolução Farroupilha alcançou o topo dos TT's!! Mazzzz ahhhh, gaúchada!!

Pra quem não é daqui e quiser comprovar tudo isso, esta mais que convidado!!

Até semana que vem!!

10 comentários:

Marcio Nicolau disse...

Pegando carona no post anterior, acho que vcs gaúchos hoje entraram no vácuo da vaidade! rs

Brincadeira.

Parabéns.

Marcio Nicolau disse...

Ah, tenho vontade de experimentar o chimarrão.

António Rosa disse...

Então, parabéns. Vou tentar conhecer essa Guerra dos Farrapos.

Diego Camargo Borba disse...

Curto esse dia por causa do feriado e da facilidade de encontrar gente que sabe fazer um bom chimarão, porém não comemoro uma "revolução" de latifundiários que teve por fim a morte de escravos que sonhavam em ser livres e foram enganados por seus "patrões". Temos que comerar o heroismo dos lanceiros negros, os verdadeiros heróis farroupilhas. Mas vale o feriadinho.

Carol X. disse...

Não sei bem se a "Revolução Farroupilha" deve ser comemorada mesmo...mas gosto e muito de ser GAÚCHA! A tradição e o tradicionalismo me fascinam, o chimarrão, o churrasco, a pilcha, os cavalos crioulos, os desfiles, a garra e a luta pelos ideais é o que realmente valem (se deu certo? sei lá)...
Sou/somos bairrista/s sim, e com orgulho! Pq será que tem tanta gente de fora vindo pra cá conhecer nossas tradições, nossa vida? Pq aqui, nós amamos a nossa terra!
"Viva a bombacha, tchê, viva a bombacha, não interessa se faz frio ou sol que racha..."

Henrique disse...

Caros Amigos,

Eu tenho lido os post desse blog ultimamente e não sou do tipo de deixar comentários, mas quero deixar uma coisa clara a quem parece não entender o orgulho gaúcho. Pode sim , ser que a nossa guerra tenha tido motivos não tão republicanos assim, nem tão pouco altruistas, porém eu quero lembrar que enquanto colônia , fomos os únicos a guerrear com um imperialismo sangsuga europeu e medieval! Hipócrita e injusto que até os que tinham posses temiam... Concordo que os lanceiros foram os grandes guerreiros da nossa Revolução, mas e Anita? e Giusepe? Todos lembram de BEnto e os Pecuaristas do charque , mas e todos os pobres e menos abastados envolvidos em tudo isto? esses personagens eh que são homenageados! esses eh que merecem, eh esse sorrir a dificuldade que o gaúcho se orgulha...! sou gaúcho e inclusive desfilei no 20 de Setembro! e pra quem compartilha esse meu sentimento , pelo menos uma vez na vida , deve fazer isto... é a nossa " peregrinação".

Um forte Quebra costelas a todos!
buenas tchê"

Fernando disse...

Para não ser repetitivo concordo ipsis litteris com o curto, mas excelente comentário do Diego Borba (o qual não conheço).
Bjos.

Fernando disse...

Para não ser repetitivo concordo ipsis litteris com o curto, mas excelente comentário do Diego Borba (o qual não conheço).
Bjos.

Gisele R. disse...

Cada um tem uma forma de expressar e pensar diante desta data, ou até do seu estilo de vida.
Para mim o melhor de ser gaúcho é acordar bem cedo, olhar a grama molhada e ver os raios solares fazendo contrastes com ela, é sentir a liberdade montada em um cavalo e os cabelos se mechendo de acordo com o movimento do animal, o orgulho de usar uma bombacha em qualquer lugar quando se sentir vontade, e no final da tarde sentar em uma cadeira e olhar o campo, tomando um bom Mate e vendo o sol ir embora.

Cris França disse...

tenha verdadeira paixão por essa Terra linda e gelada de vcs. bjs

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...